BLOG


7 de Dezembro de 2011

Dia do Bairro Alto



AS NOITES DO BAIRRO TÊM DIAS - De 11 a 18 de Dezembro venha descubrir o Bairro dentro do Bairro


A 15 de Dezembro de 2010 assinalámos pela primeira vez o Dia do Bairro Alto. Festejámos o 497º aniversário daquele dia, em 1513, quando Lopo de Atouguia acordou com os aforadores, Bartolomeu de Andrade e sua mulher, Francisca Cordovil, o subaforamento das herdades em talhões para a construção de casas, na então chamada Vila Nova de Andrade.

“Era o tempo fresco da Índia e do Brasil; Lisboa alastrava, procurava chãos, queria mais ar", como sublinhou Norberto Araújo nas suas Peregrinações.

Essa data e o seu simbolismo serviu de impulso para celebrarmos o Bairro Alto e promover o encontro daqueles que aqui vivem e trabalham. Foi um primeiro passo no estreitar das relações de vizinhança.

Neste ano de 2011 o Dia do Bairro ganha outra dimensão, novos significados. Desta vez falamos do dia enquanto espaço temporal. Lembramos essa outra face porque, as noites do bairro têm dias.

A partida dos jornais e dos jornalistas, a que se juntou a deslocação de muitas empresas e o encerramento de outras, teve um impacto profundo nas actividades diurnas, marcou o início de uma crescente desertificação. Aos poucos, o bairro foi-se transformando numa ilha isolada no centro da cidade. O comércio de proximidade tem vindo a encerrar, os ateliês, os criadores de moda e design procuraram outras paragens. Já são escassos os restaurantes que servem almoços.

Torna-se necessário e urgente combater o isolamento diurno. Não é compreensível que um bairro situado numa zona tão nobre e movimentada da cidade esteja deserto durante o dia e super povoado à noite.

Precisamos de criar condições para a renovação e dinamização das actividades comerciais e culturais diurnas.

Precisamos de manter instituições âncora como o Conservatório Nacional e afirmar, de forma inequívoca, que não aceitaremos que o histórico edifício da Rua dos Caetanos seja encerrado e a Escola transferida para outro local.

Precisamos de novos projectos que ajudem à renovação das dinâmicas culturais do bairro. Por isso alertamos para a urgente necessidade do Município recuperar o emblemático edifício Notícias-Capital que poderá albergar um dinâmico centro cultural e empresarial, assim como as novas instalações da Hemeroteca Municipal que neste momento sobrevive atulhada num edifício sem as mais elementares condições para o exercício da actividade.








 Comments


 PUBLICIDADE














Home
Night
Eat
Shops
Sleep
People
Blog
Chronicles
Video
Photos
Agenda
Agenda - Week
Info
Chronicles
History
Instagram
About
Bairro das Artes